,

Conheça as Marcas Mais Valiosas do Mundo

As 100 marcas mais valiosas do mundo

As 100 marcas mais valiosas do mundo somam US$ 4,4 trilhões – um aumento de 21% em relação ao ano passado, o maior aumento em doze meses nos últimos 12 anos, segundo a empresa Kantar, que realiza o estudo.

 

A primeira posição é ocupada pelo Google, marca avaliada em US$ 302 bilhões. Em seguida aparece a Apple, com valor de US$ 300 bilhões. Oito em cada dez são marcas de tecnologia ou estão relacionadas à tecnologia. É o caso de Amazon (3º), Microsoft (4º), Tencent (5º) e Facebook (6º).

 

Desenvolvido pela Kantar Millward Brown, braço da consultoria e marketing da WPP, o ranking é elaborado anualmente e combina os valores de brand equity da marca com a opinião de mais de três milhões de consumidores.

 

Dentre os critérios avaliados estão os resultados financeiros e de negócios da companhia, o valor para os acionistas, além da percepção dos consumidores para determinar o valor da marca, considerando o desempenho empresarial, entrega de produto, clareza de posicionamento e liderança. De acordo com Eduardo Tomiya, CEO da Kantar Consulting para a América Latina, o estudo mostra que através de marcas valiosas há cinco pilares base: propósito, inovação, comunicação, experiência de marca e “love brand”.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Confira, abaixo, as 100 marcas mais valiosas do mundo:

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Marca Categoria Valor de mercado (milhões de US$) País
1. Google Tecnologia 302.063 EUA
2. Apple Tecnologia 300.895 EUA
3. Amazon Varejo 207.594 EUA
4. Microsoft Tecnologia 200.987 EUA
5. Tencent Tecnologia 178.990 China
6. Facebook Tecnologia 162.106 EUA
7. Visa Pagamentos 145.611 EUA
8. McDonald’s Fast Food 126.044 EUA
9. Alibaba Group Varejo 113.401 China
10. AT&T Telecomunicações 106.698 EUA
11. IBM Tecnologia 96.269 EUA
12. Verizon Telecomunicações 84.897 EUA
13. Marlboro Tabaco 81.914 EUA
14. Coca-Cola Refrigerantes 79.964 EUA
15. Mastercard Pagamentos 70.872 EUA
16. UPS Logística 60.412 EUA
17. SAP Tecnologia 55.366 Alemanha
18. Wells Fargo Bancos regionais 54.952 EUA
19. Disney Entretenimento 53.833 EUA
20. The Home Depot Varejo 47.229 EUA
21. China Mobile Telecomunicações 46.349 China
22. ICBC Bancos regionais 45.853 China
23.Starbucks Fast Food 44.503 EUA
24. XFinity Telecomunicações 43.056 EUA
25. T Mobile Telecomunicações 41.499 Alemanha
26. Louis Vuitton Luxo 41.138 França
27. Spectrum Telecomunicações 39.372 EUA
28. General Eletric Conglomerado 39.041 EUA
29. NIke Vestuário 38.479 EUA
30. PayPal Pagamentos 35.440 EUA
31. Walmart Varejo 34.002 EUA
32. Accenture Tecnologia 33.723 EUA
33. Samsung Tecnologia 32.191 Coreia do Sul
34. Moutai Álcool 32.113 China
35. American Express Pagamentos 30.046 EUA
36. Toyota Carros 29.987 Japão
37. Vodafone Telecomunicações 28.860 Reino Unido
38. Intel Tecnologia 28.316 EUA
39. Hermes Luxo 28.063 França
40. Budweiser Cerveja 27.031 EUA
41. Baidu Tecnologia 26.861 China
42. Zara Vestuário 26.860 Espanha
43. Pingan Seguros 26.141 China
44. L’oréal Cuidados Pessoais 26.107 França
45. Oracle Tecnologia 25.802 EUA
46. Mercedes-Benz Carros 25.684 Alemanha
47. BMW Carros 25.624 Alemanha
48. Huawei Tecnologia 24.922 China
49. China Construction Bank Bancos regionais 23.747 China
50. HSBC Bancos globais 23.633 Reino Unido
51. YouTube Tecnologia 22.958 EUA
52. RBC Bancos regionais 22.924 Canadá
53. Movistar Telecomunicações 22.824 Espanha
54. Gucci Luxo 22.442 Itália
55. NTT Telecomunicações 22.377 Japão
56. FedEx Logística 22.218 EUA
57. Cisco Tecnologia 21.331 EUA
58. Citi Bancos globais 21.258 EUA
59. JD.com Varejo 20.933 China
60. HDFC Bank Bancos regionais 20.874 México
61. Netflix Entretenimento 20.819 EUA
62. DHL Logística 20.568 Alemanha
63. Shell Combustível 20.264 Reino Unido
64. Pampers Cuidado de bebês 20.183 EUA
65. Orange Telecomunicações 19.647 França
66. TD Bancos regionais 19.628 Canadá
67. Chase Bancos regionais 19.324 EUA
68. Commonwealth Bank Bancos regionais 19.286 Austrália
69. Agricultural Bank of China Bancos regionais 19.141 China
70. Subway Fast food 18.766 EUA
71. Colgate Cuidados pessoais 18.516 EUA
72. Costco Varejo 18.265 EUA
73. J.P. Morgan Bancos globais 18.251 EUA
74. ExonMobil Combustível 18.222 EUA
75. Adobe Tecnologia 17.831 EUA
76. Ikea Varejo 17.481 Suécia
77. Bank of America Bancos regionais 17.739 EUA
78. Salesforce Tecnologia 17.026 EUA
79. China Life Seguros 16.429 China
80. US Bank Bancos regionais 16.278 EUA
81. Uber Transporte 16.045 EUA
82. Siemens Conglomerado 15.965 Alemanha
83. LinkedIn Tecnologia 15.657 EUA
84. Bank of China Bancos regionais 15.607 China
85. Gillette Cuidados pessoais 15.358 EUA
86. The Real Life Company Seguros 15.131 China
87. KFC Fast Food 15.131 EUA
88. Ebay Varejo 14.829 EUA
89. HP Tecnologia 14.797 EUA
90. SF Express Logística 14.537 China
91. Instagram Tecnologia 14.496 EUA
92. Anz Bancos regionais 14.465 Austrália
93. Aldi Varejo 13.785 Alemanha
94. BT Telecomunicações 13.604 Reino Unido
95. Lowe’s Varejo 13.111 EUA
96. Ford Carros 12.742 EUA
97. Honda Carros 12.695 Japão
98. Pepsi Refrigerantes 12.685 EUA
99. Bank Central Asia Bancos regionais 12.674 Indonésia
100. Adidas Vestuário 12.456 Alemanha

 

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

 

———————————————————————–

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Fonte: InfoMoney.

,

Brasil e Dinamarca firmam acordo de PPH

Brasil e Dinamarca firmam memorando para acelerar registro de patentes entre os dois países.

 

 

 

 

O presidente do INPI, Luiz Otávio Pimentel, e o diretor-geral do Escritório Dinamarquês de Patentes e Marcas (DKPTO), Sune Stampe Sørensen, assinaram nesta quinta-feira, 12 de abril, na sede do Instituto, um memorando de entendimento para estabelecer o projeto piloto de Patent Prosecution Highway (PPH).

 

 

Pelo PPH, brasileiros vão poder usar o resultado do exame do pedido de patente no INPI para acelerar a análise na Dinamarca e vice-versa. Nesta fase piloto, serão aceitos pelo PPH até 100 pedidos de patentes por ano em cada país. O acordo terá vigência de dois anos, cobrindo o ingresso de 200 pedidos no programa em cada escritório.

 

 

No piloto do PPH, o INPI aceitará apenas pedidos de patentes relacionados às áreas de engenharia mecânica, iluminação, aquecimento, armas e explosão, estando excluídas quaisquer aplicações no segmento farmacêutico. Já o DKPTO aceitará pedidos de patente de qualquer campo tecnológico.

 

 

Além disso, o INPI limitará a participação de um mesmo requerente a um pedido por mês, com exceção do último mês do projeto.

 

 

O Brasil é o primeiro país da América do Sul com o qual o DKPTO firma um acordo de cooperação.

 

 

 

Fórum Gerencial

A assinatura do acordo ocorreu durante o Fórum Gerencial entre os dois institutos, que ocorre entre os dias 10 e 13 de abril, no Rio de Janeiro, com o objetivo de compartilhar experiências de gestão organizacional e de recursos humanos em escritórios de propriedade industrial, assim como de processos e procedimentos de patentes e marcas.

 

 

Ainda no dia 12, como parte da programação do Fórum, a equipe da Diretoria de Patentes se reuniu com a delegação dinamarquesa para discutir backlog, cooperação, gestão da qualidade e o Tratado de Cooperação em Matéria de Patentes (PCT, na sigla em inglês).

 

 

No dia 11 de abril, o presidente do INPI abriu os trabalhos do Fórum Gerencial e, em seguida, o diretor-geral do DKPTO falou sobre o funcionamento e as metas do instituto dinamarquês. Ele pontuou que os usuários são o foco atual da sua gestão, com a implementação de abordagens diferenciadas, inclusive para as pequenas e médias empresas e as startups, segmento onde estaria o maior potencial para novas atividades de propriedade industrial no país. Sune Stampe Sørensen destacou também o Projeto EasyFlow 2018, com o desenvolvimento de soluções de tecnologia da informação cada vez mais avançadas.

 

 

O coordenador-geral da Qualidade do INPI, Alessandro Bergamaschi fez uma apresentação do INPI para os representantes do DKPTO, mostrando como funciona o instituto brasileiro, os resultados alcançados nos últimos anos e as metas previstas para o ano de 2018.

 

 

No início da programação do Fórum, no dia 10 de abril,  o diretor executivo do INPI, Mauro Maia, recebeu Sørensen e o vice-diretor-geral do DKPTO, Keld Nymann Jensen, para apresentação dos participantes e discussão da programação do workshop.

 

 

 

 

———————————————————————————————–

 

 

 

Fonte: INPI.