Artigos

Você acha difícil a vida de empreendedor? Então imagine conciliar o negócio próprio com um filho pequeno.

⠀ ⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀

Essa é a rotina da Dra. Francini, que é advogada efetiva na Prefeitura do município onde reside, além de ser advoga associada em uma empresa jurídica e também dona da sua própria unidade de franquia de Assessoria em Propriedade Intelectual. Tudo isso, ela intercala com a criação de sua filha de apenas 3 anos.

Essa realidade, porém, não é só da Francini, mas de milhares outras guerreiras-mães-empreendedoras, que podem nos ensinar muito com suas ricas experiências. Pensando nisso, a Primeiro Mundo disponibiliza a seguir pra você os desafios da maternidade e dicas valiosas para implantar na sua vida profissional:

⠀⠀ ⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀

Como você lidou com a notícia da maternidade?

Eu penso que a maternidade pra maioria das mulheres é uma decisão (como foi pra mim) e eu tive a bênção de Deus de poder escolher ter esse filho no momento em que eu já estava decidida. Mas não posso dizer que estava preparada para ser mãe porque a gente nunca sabe, não existe uma escola de mães, e mesmo que existisse é o dia a dia que te ensina.

⠀⠀ ⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀

Se tornar mãe e ter que trabalhar ao mesmo tempo: como é isso?

É algo que exige muita força da mulher, porque ao passo que a gente quer dar prioridade aos filhos nós também temos que dar prioridade ao trabalho e, além disso, a gente tem que cuidar de várias outras coisas como: a família no geral, a casa, e principalmente nós mesmas (o que é o aspecto mais deixado de lado e esquecido). Quando nos tornamos mães acabamos por nos esquecermos um pouco da mulher que somos, que queremos ser, e isso fica em outros planos.

⠀⠀ ⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀

Qual o maior desafio em conciliar o trabalho com a maternidade?

Conciliar a maternidade com o trabalho é uma tarefa extremamente difícil, mas não impossível. É uma relação muito interessante e desafiadora para a mulher. Nós temos que dar prioridade, não necessariamente lato sensu, mas strictu sensu, são “micro-prioridades”; por exemplo: neste momento eu vou brincar com a minha filha, estar ali naquele momento 100% ou, neste momento eu vou dar prioridade ao meu trabalho e devo estar focada 100% nele. Acho que esse é o maior desafio, poder focar no trabalho, deixar a mente limpa para as ideias empreendedoras, e ao mesmo tempo ter a segurança de que o filho está bem.

⠀⠀ ⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀

Pela sua experiência, quais as características que uma mulher tem que desenvolver para conseguir ser mãe e administrar o trabalho ao mesmo tempo?

Temos que saber que horários são importantes, manter foco nos resultados, manter uma rede relacionamento social, até mesmo a fim de alavancar e fechar novos negócios e, ao mesmo tempo, temos que dar a atenção às crianças. Saber administrar tudo isso é a característica mais necessária; porque a criança hoje não quer vestir o uniforme branco (ela quer o azul ou o rosa), em outro dia o sapato da Frozen não dá pra usar porque não serve mais e você tem que convencer ela a usar o da Minnie à tempo de chegar na creche, a hora de escovar os dentes hoje não é legal, tudo isso exige muito de você, principalmente paciência e jogo de cintura.

⠀⠀ ⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀

Vale a pena investir na maternidade ao mesmo tempo que quer investir na carreira ou em empreender?

Apesar de todas essas dificuldades há um retorno que não tem preço, a gente aprende muito com a maternidade e acaba aplicando isso no mundo dos negócios também. Por isso é muito importante considerar que a mulher, depois que tem filhos, acaba apresentando um rendimento bem maior na vida profissional do que antes de ser mãe.

⠀⠀ ⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀

Qual conselho você quer deixar para as mulheres que estão lendo essa entrevista?

A dica que fica é pra manter o foco nessas “micro-prioridades”, aprender a se permitir estar “aqui e agora”. E também não deixar de empreender porque a maternidade não te prende, ela te liberta! No momento em que somos mães Deus nos toca, literalmente. E uma mãe é capaz de tudo, uma mulher depois que se torna mãe ela tem mais ideias, apesar de mais cansada ela fica mais proativa, mais aberta, e consegue também ter uma relação muito melhor com o outro.

⠀⠀ ⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀

⠀⠀ ⠀⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀

Você é uma mãe empreendedora ou conhece alguém que se identifica com as experiências acima? Comenta aqui embaixo compartilhando conosco os desafios que são enfrentados no dia a dia ou dicas pra quem pensa em seguir o mesmo caminho.